3 razões para tornar a sua empresa mais disruptiva com a inovação digital

O mundo vem mudando cada vez mais e exigindo que as empresas tornem mais eficientes o seu processo de trabalho. A inovação digital não só agiliza alguns processos, mas pode ser sinônimo de aumento nas vendas e, consequentemente, lucro de um negócio. 

Mas existe uma diferença entre inovação e transformação digital. Um dos principais fatores que diferencia esses dois conceitos é a velocidade. As transformações são mais longas. Modificar uma estratégia ou comportamento de uma empresa é um processo longo e custoso.

A inovação, por outro lado, pode ser representada como uma faísca de criatividade repentina. Ela também se refere a ações incipientes que levam à implementação dessa nova ideia na estratégia da empresa.

Neste post, veremos 3 razões pelas quais você deve elaborar estratégias em inovação digital antes que novas ondas de tecnologias inovadoras deixem seus negócios para trás dos concorrentes.

A inovação digital vem mudando o mundo e tornando mais ágil alguns processos. Neste post, descubra 3 razões para você investir em inovação no seu negócio.

3 razões para investir na inovação digital

Tecnologias como a internet e as redes móveis já transformaram a forma como trabalhamos e vivemos. Esses dois exemplos demonstram como o mundo pode mudar drasticamente como resultado da inovação impulsionada pela tecnologia.

No entanto, as mudanças que testemunhamos até agora são apenas o começo da revolução digital, de acordo com alguns especialistas.

As tecnologias emergentes de hoje, como inteligência artificial (IA), realidade aumentada (AR), realidade virtual (VR) e blockchain, entre outras, terão um impacto ainda maior no cenário de negócios.

Aqui estão alguns motivos para toda empresa investir em inovação digital, novas tecnologias e modelos de negócios que priorizam o digital.

Seja disruptivo antes de ser destruído

Os líderes digitais não estão apenas conquistando grandes lucros. Eles estão perturbando completamente os mercados tradicionais.

A internet, por exemplo, deu origem a um grupo de novas organizações orientadas para a tecnologia. Entre os principais exemplos temos a Amazon, Netflix, Google e Apple. Quando essas empresas chegaram ao poder, derrubaram líderes existentes, como Borders e Blockbuster.

A diferença, como a maioria dos profissionais de negócios deve saber, é que os negócios disruptivos adotaram e alavancaram a tecnologia em toda a sua extensão. Aqueles que estavam relutantes em adotar novas tecnologias e não conseguiram ver como a tecnologia transformaria a economia e sua própria indústria não sobreviveram.

Esses exemplos ilustrativos mostram por que é tão importante inovar proativamente com tecnologia. Os disruptivos vencem, enquanto os retardatários perdem participação de mercado.

Como temos anos de inovação e disrupção digital pela frente, esta lição será válida no futuro próximo. Mais importante, essas mudanças estão ocorrendo em um ritmo cada vez mais rápido. Por isso, é crucial que as empresas se adaptem de forma agressiva, em vez de esperar até que seja tarde demais.

Tecnologias inovadoras aceleram crescimento e lucros

Os exemplos citados acima podem ser os casos mais extremos de disrupção e, provavelmente, não se aplicam a todas as organizações ou setores.

Empresas como Nubank, Inter e C6, só para citar algumas, exigiram que os bancos mais tradicionais mudassem não só a sua operação, mas a relação com o consumidor. O fechamento das agências físicas é o maior reflexo disso – e a crescente da digitalização dos bancos entre 2020 e este ano mostra que é um comportamento que veio para ficar. 

O uso inovador de novas tecnologias, seja digital ou física, pode gerar novas formas de valor para os clientes. Por exemplo, uma organização que adota uma nova plataforma de marketing pode oferecer aos clientes uma melhor experiência de compra omnicanal.

Da mesma forma, uma organização que adota o legal design permite agilizar o preenchimento de documentos jurídicos, além de tornar mais compreensível a leitura e interpretação do documento por parte dos clientes.

Inclusive, realizamos uma pesquisa que mostra como os usuários se comportam diante de documentos jurídicos criados de maneira tradicional e documentos utilizando Design Thinking e User Experience. Para acessá-la, clique aqui.

Resiliência e inovação de negócios andam de mãos dadas

A resiliência dos negócios tornou-se uma das principais prioridades em 2020.

À medida que a pandemia transformou e devastou o mundo, muitas organizações enfrentaram desafios sem precedentes. Embora cada setor tivesse seus próprios obstáculos, um tema comum era que as empresas digitalmente maduras tinham a necessidade de ser mais resilientes.

As organizações que já haviam migrado para a nuvem, por exemplo, estavam mais bem preparadas para o trabalho remoto. Por outro lado, as empresas que ainda não adotaram tecnologias e ferramentas de nuvem ficaram paralisadas na construção de recursos digitais básicos.

A lição para o futuro é simples: inove agora para estar preparado para interrupções inesperadas amanhã. Ações simples podem ser adotadas por negócios de todos os tamanhos. Adquirir espaço nas nuvens ou adotar um sistema como o Notion, por exemplo, pode ser de grande valia e com baixo custo.

Para fazer a aquisição de mais espaço no Google, por exemplo, é bem simples. Para isso, é só seguir esse passo a passo:

  1. Faça login na sua Conta do Google.
  2. No computador, acesse one.google.com.
  3. À esquerda, clique em Armazenamento e Mais armazenamento.
  4. Escolha o novo limite.
  5. Confira os preços e a data de pagamento do novo plano. Depois, selecione Próxima.
  6. Para confirmar seu plano do Google One, clique em Assinar.

Os planos de 100 GB, por exemplo, tem uma assinatura anual de R$ 69,99. Já os de 200 GB custa, anualmente, R$ 99,99.

Como incorporar a inovação digital nos negócios?

Os tópicos explorados acima devem demonstrar claramente por que a inovação é tão crucial. A inovação digital não é apenas vantajosa, é essencial para se preparar para uma economia onde a disrupção é a norma.

Mas como exatamente uma organização deve criar inovação em sua organização?

Aqui estão algumas estratégias a serem consideradas:

Criar processos, funções e equipes dedicados à inovação digital

Em primeiro lugar, é necessário realmente se comprometer com a inovação digital.

Entre outras coisas, isso significa:

  • Criar programas de adoção digital;
  • Projetar e perseguir planos de transformação digital;
  • Incorporar a inovação digital na cultura da organização;
  • Obter buy-in da liderança;
  • Recrutar uma equipe de gerenciamento de mudanças comprometida.

Em suma, a inovação digital deve se tornar uma prioridade estratégica para o negócio. Lembra quando falamos do legal design? Os escritórios de advocacia são extremamente tradicionais e precisaram lidar com a tecnologia para se relacionar com os seus clientes e tornar alguns processos mais ágeis. O legal design é a estratégia ideal para tornar mais acessível a compreensão de documentos jurídicos por parte do grande público.

Se esse compromisso não for traduzido em programas reais, a “inovação digital” corre o risco de se tornar um chavão que não tem impacto tangível no negócio.

Definir metas, definir objetivos mensuráveis e acompanhar o desempenho

O que não pode ser medido não pode ser melhorado. Por isso, é crucial estruturar os esforços de inovação como qualquer outro processo de negócios.

Isso significa:

  • Desenvolvimento de uma visão estratégica abrangente;
  • Traduzir essa visão em um conjunto de objetivos articulados;
  • Criar objetivos quantificáveis, métricas e KPIs (sigla de Key Performance Indicator, que pode ser traduzida como Indicadores-Chave de Performance e ajudam a medir o nível de desempenho e sucesso de uma organização ou de um determinado processo);
  • Coletar dados continuamente;
  • Aprendendo e usando dados para impulsionar a transformação.

Uma organização que desenvolve uma equipe de inovação de produto, por exemplo, deve definir metas muito claras para essa equipe e, em seguida, acompanhar os impactos de suas inovações nas principais métricas de negócios, como vendas, experiência do cliente, valor da vida útil do cliente (LTV) e assim por diante.
E na sua empresa, como anda a inovação digital? Você acredita que existem algumas dificuldades nesse processo? Nós te ajudamos a descobrir isso agora mesmo com um diagnóstico gratuito. Clique aqui e solicite o seu diagnóstico gratuito agora mesmo.